ESQUECEU OS DETALHES?

A OEO NO ESTADO DE SÃO PAULO

O primeiro registro a respeito da Ordem da Estrela do Oriente no Brasil é em um artigo na Revista Astréa, publicada pelo Supremo Conselho do Grau 33º do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria para o Brasil, datado de 1927, onde Mario Behing, fundador das Grandes Lojas no Brasil escreveu as vantagens e a necessidade da Maçonaria de trazer para o Brasil a Ordem da Estrela do Oriente.

Após 71 anos, em 1998, o assunto começou a ser estudado no Estado de São Paulo, quando o então Grão Mestre da GLESP, Santo Taricano, em companhia de seu Grande Secretário das Relações Exteriores, Francisco Silveira Mello, atualmente nossos irmãos, participaram da Conferência dos Grão Mestres e Grandes Secretários da América do Norte, na cidade de Philadelfia e estabeleceram um primeiro contato com a Ordem do Arco Iris para Meninas e, através desta, com a Ordem da Estrela do Oriente.

No ano de 1999 a GLESP efetivou as negociações e delegou a responsabilidade do projeto ao casal: Ivete Russo Leite e Cid Carlos Leite sendo que em 12 de setembro, com a presença do Grande Capítulo Geral representado pela Suprema Matriarca Florence A. Adair e Supremo Patriarca Lennart A. Johnson, foram Intituídos os Capítulos: São Paulo nº 1 de São Paulo; Força e Esperança nº 2 de Barretos; Aquarius nº 3 de Lençóis Paulista; União Fraterna nº4 de Jacareí; Phoenix nº 5 de Votuporanga; União nº 6 de Itupeva e Estrela Paulista nº 7 de São Paulo.

evento-fundacao-da-OEO-no-estado-de-sao-paulo        Mapa-OEO-no-estado-Sao-Paulo

SUBIR